Muito se fala na importância do sono REM para uma boa noite de sono. Já todos ouvimos falar sobre este assunto, certamente. No entanto, nem todos conseguimos explicar ao certo o que é o sono REM.

O sono REM é uma das fases do ciclo do sono que ocorre cerca de 90 minutos após adormecer, e é caracterizado pela intensa atividade cerebral e pelo movimento rápido dos olhos.  O nome REM deriva precisamente desse movimento: REM significa Rapid Eye Movement (movimento ocular rápido). Os olhos mexem, contudo, o cérebro não processa qualquer informação visual. 

Durante o sono REM, a nossa atividade cerebral atinge níveis semelhantes aos que temos quando estamos acordados, semelhança esta que fez com que ganhasse o título de paradoxical sleep, ou sono paradoxal. A nossa respiração torna-se mais acelerada e irregular e a nossa frequência cardíaca, bem como a nossa pressão arterial, aumentam.

A maior parte dos nossos sonhos mais vívidos ocorrem durante a fase REM. Os nossos braços e as nossas pernas ficam temporariamente paralisadas, para impedir que levemos a cabo os nossos sonhos.

Sono REM e Sono NREM

Existe alguma confusão entre sono REM e sono não REM (ou NREM) e entre sono REM e sono profundo. É importante perceber-se que há diferenças entre os três.

O nosso ciclo de sono pode ser dividido em duas partes: o sono REM e o sono não REM. O sono NREM é composto por 3 fases, enquanto o sono REM é composto por uma fase apenas.

No sono NREM, insere-se a fase de sono profundo (fase 3). Ao contrário do que acontece na fase do sono REM, nesta fase, a nossa respiração e o nosso batimento cardíaco são lentos e regulares, a nossa temperatura corporal é baixa, os nossos músculos estão relaxados e não acordamos facilmente. É também nesta fase que o nosso corpo entra num processo de autocura e de regeneração, leia-se de descanso.

Se quiserem saber mais sobre as este assunto, podem ler o nosso artigo sobre as fases do sono.

ciclo do sono

A importância do Sono REM

Há divergências nos resultados dos estudos feitos sobre o papel do sono REM, pois alguns afirmam que este tem um papel diferenciado das outras fases do sono, enquanto que outros atestam que não.

Até ao momento, crê-se que o sono REM promove a consolidação de memórias e que pode ter um papel de relevância em gerir a eliminação e manutenção de novas sinapses durante o processo de aprendizagem motora. É possível, ainda, que o sono REM desempenhe um papel importante na regulação de emoções e do estado do espírito.  

A não passagem pela fase do sono REM a longo prazo exerce um efeito global na maioria dos processos fisiológicos regulados pelo cérebro. Alguns dos problemas de saúde que resultam da privação desta fase do ciclo de sono são hiperalgesia (grande sensibilidade à dor), enxaquecas e maior propensão a problemas de aprendizagem. Adicionalmente, um estudo revela que indivíduos que sofrem de privação do sono REM apresentam um menor controlo sobre as suas emoções, tanto a nível cerebral como comportamental.

Duração do Sono REM

A duração pode variar consoante a faixa etária.

Nos bebés, o sono REM representa cerca de 50% do ciclo de sono. Considerando que um bebé dorme cerca de 18 horas por dia, a duração do sono REM é de 9 horas. Já o ciclo de sono das crianças assemelha-se ao dos adultos, contando, já, com uma diminuição do sono REM.

Nos adultos, o sono REM representa cerca de 20 a 25% do ciclo de sono. Num período de sono de entre 7 a 9 horas, um adulto passa cerca de 2 horas em sono REM ao longo de todos os ciclos, sendo que em cada ciclo o sono REM tem uma duração de 10 minutos no primeiro ciclo, tornando-se gradualmente mais longo nos seguintes ciclos.

À medida que os anos passam e que nos vamos tornando mais velhos, os ciclos de sono vão ficando mais curtos, incluindo o tempo em sono REM. Crê-se que será porque um idoso já não necessita tanto da fase de sono profundo e do sono REM, mas estudos recentes dão conta de que os adultos e os idosos continuam a precisar tanto de sono REM como as crianças.

Como atingir o sono REM

O sono REM atinge-se de forma natural, sem que consigamos forçar o seu acontecimento. Porém, ao preparar o nosso corpo para dormir, é possível garantir que atingimos a fase do sono REM no nosso ciclo. Para isso, podemos seguir algumas dicas, como:

  • Evitar televisões e ecrãs de telemóveis antes de dormir
  • Criar rotinas que nos relaxam antes de ir para a cama, como meditar ou ler
  • Dormir num ambiente sem luz, sem barulho e com uma temperatura agradável
  • Não ingerir bebidas alcoólicas, açucaradas ou cafeinadas antes de dormir
  • Não ingerir alimentos com teores altos de gordura ou açúcar antes de dormir
  • Não fazer exercício físico muito perto da hora de dormir
  • Não fique na cama se não conseguir adormecer – é melhor levantar-se e fazer algo como ouvir música relaxante ou ler

Não Adormeçam Ainda!

Esperemos que toda esta conversa não vos tenha dado sono e que continuem desse lado!

Sabemos que o sono REM continua a ser alvo de muitos estudos e pesquisas, mas, até ao momento, crê-se que tem um papel importante na aprendizagem, na consolidação da memória e na gestão de emoções.

E sabemos, também, que o sono REM se atinge de forma natural, porém, podemos considerar algumas medidas que nos ajudam a garantir que atingimos o sono REM. 

Caso queiram saber mais alguma coisa, não hesitem em partilhar connosco nos comentários!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here